Notícias do Front

Hoje é Dia do Músico! 26º Concerto da Ospa será gratuito em homenagem ao Dia do Músico
22/11/2011

 

26º Concerto da Ospa será gratuito em homenagem ao Dia do Músico

O 26º Concerto Oficial da Ospa será em homenagem ao Dia do Músico. Sob a regência do diretor artístico da Ospa, maestro Tiago Flores, o espetáculo ocorre na terça-feira (22/11), Dia de Santa Cecília – padroeira internacional dos músicos.  A apresentação será dedicada a um dos mais populares compositores da música erudita ocidental – Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791). Serão executadas três obras: Abertura de As Bodas de Fígaro; Concerto para Clarinete em Lá Maior, com solo de Diego Grendene, músico da Ospa; e Sinfonia nº 25 em Sol menor.

 

Solista faz apresentação em homenagens aos músicos- Foto: Fernanda Chemale

Na ocasião, a Ospa entregará, pela primeira vez, a Comenda Santa Cecília – uma homenagem a pessoas e entidades que, de forma expressiva e louvável, contribuíram para o engrandecimento da Ospa. A homenagem será entregue pelo presidente da FOSPA (Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre), Dr. Ivo Nesralla.

Com entrada franca, apresentação inicia às 20h30, na Igreja Santa Cecília (Santa Cecília, 1495 – Santana – Porto Alegre).

 SOBRE AS OBRAS

A Sinfonia Nº. 25 ganhou um amplo conhecimento por estar presente como abertura do filme Amadeus (1984), considerado um dos melhores filmes de Miloš Forman. Foi escrita por Mozart em outubro de 1773, logo após o sucesso de sua ópera Lucio Silla. A obra é caracterizada pelo estilo Sturm und Drang (tempestade e ímpeto) – movimento literário e musical alemão do século XVIII que exalta a subjetividade individual dos artistas – e é claramente influenciada pela 39ª Sinfonia de Haydn, que também está em Sol menor.

Bodas de Fígaro foi inspirada em O Casamento de Fígaro, de Beaumarchais, e é uma das óperas mais representadas no mundo inteiro. Obra incomparável, com irresistíveis melodias de solos vocais, As Bodas de Fígaro marcam o início da colaboração entre Mozart e o libretista italiano Lorenzo da Ponte (1749-1838), que também participou de Don Giovanni e Cosi fan Tutte.

Composto em 1791, em uma época que o clarinete era pouco conhecido e seu uso restringia-se ao dobramento das flautas e oboés, Concerto para Clarinete fez um enorme sucesso na época. A obra divide-se em três movimentos: Allegro, Adágio e Allegro.

 DIEGO GRENDENE – SOLISTA (Clarinete)

Graduado pelo Bacharelado em Clarinete da UFRGS, Diego Grendene realizou cursos de aperfeiçoamento na University of Georgia (EUA) e em Nice, na França. Estudou com Walter Boeykens por dois anos, no curso de Especialização do Conservatório Real Superior de Antuérpia, na Bélgica, obtendo, com distinção, o diploma de “Concertsolist”. Neste período, participou da gravação de dois Cds, como membro das orquestras do Conservatório e passou a integrar o Quarteto de Clarinetes Aliénor, com o qual realizou, durante 3 temporadas, uma série de 44 concertos por diversas regiões da França.

Tem atuado como solistacom a OSPA, Orquestra da UCS, Orquestra do Theatro São Pedro, Orquestra da ULBRA e Orquestra Unisinos. Em 2003 foi solista no Concerto de Abertura da Bienal de Música, na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro, estreando a obra “Um Gringo no Brasil” de Nestor de Hollanda Cavalcanti. Também foi solista, sob a regência de Ernani Aguiar, no Cd “Novenas”, de obras do Padre José Maurício, o qual ganhou o Prêmio Açorianos de melhor Cd de Música Erudita. Participou do Cd “Colóquio”, de Bruno Kiefer e do Cd “Toronubá” de Dimitri Cervo, entre outros.

REGÊNCIA: MAESTRO TIAGO FLORES – DIRETOR ARTÍSTICO DA OSPA

Tiago Flores é o atual diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul sob a orientação de Arlindo Teixeira, especializou-se em regência orquestral em São Petersburgo (Rússia) com Victor Fedotov. Participou de cursos, oficinas e festivais com Kurt Redel (Alemanha) e Lutero Rodrigues e venceu o concurso Jovens Regentes promovido pela Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA). Tendo atuado à frente de orquestras do Brasil, Uruguai, Venezuela, México, Itália e Áustria. Foi diretor artístico da OSPA entre 1999 e 2001.

Regente da Orquestra de Câmara da ULBRA desde sua fundação, vem recebendo inúmeros elogios da crítica especializada, destacando-se como grande incentivador da nova música e tendo contribuído, em muito, para o reconhecimento do conjunto como um dos melhores do gênero no país.

 SERVIÇO:

 O QUE: 26º Concerto Oficial da Ospa
Quando: Terça-feira (22/11), às 20h30
Onde: Igreja Santa Cecília (Santa Cecília, 1495 – Santana – Porto Alegre)

 Programa:

W. A. Mozart  – Abertura “As Bodas de Fígaro”
W. A. Mozart  – Concerto para Clarinete – K.622 – Lá Maior
W. A. Mozart -  Sinfonia n° 25 – K. 183 – Sol Menor

 Solista: Diego Grendene
Regência: Maestro Tiago Flores

ENTRADA FRANCA

Texto: Raphaela Donaduce

 

Fonte: Cultura RS