Notícias do Front

Arquiteto italiano projeta casa sustentável para exposição em Milão
21/11/2011

 

Arquiteto italiano projeta casa sustentável para exposição em Milão

Na construção foi usado um sistema misto que combina estrutura de madeira e painéis de vidro, com controle de radiação solar

Casa Sustentável

 

Também foi usado o menor número possível de móveis

São Paulo - O arquiteto italiano Luca Scacchetti projetou uma casa “verde” para uma mostra paralela à Made Expo, feira de arquitetura e construção, realizada em Milão. Para ele, a sustentabilidade e a aproximação com a natureza será essencial na arquitetura.

Scacchetti afirma que se concentra no que considera importante e assim elimina o que é supérfluo. Para ele “isso, nunca foi tão válido quanto nos dias de hoje". O que não quer dizer que a beleza seja deixada de lado. O arquiteto busca conciliar o belo com soluções viáveis, que gerem o menor impacto ambiental possível.

Tendo tais princípios em mente, o arquiteto construiu seu projeto para a mostra Home Social Design, Living in the Future e batizou-o de Casa degli Sguardi ou Casa dos Olhares. A sustentabilidade foi aplicada desde a obtenção até a aplicação correta de matérias-primas, porém ele lembra que é impossível construir sem impacto algum.

Na construção foi usado um sistema misto da empresa italiana Dragon, que combina estrutura de madeira e painéis de vidro, com controle de radiação solar. Scacchetti também optou por usar o menor número possível de móveis, buscando peças leves e fundamentais para o ambiente.

A principal matéria-prima usada foi o mármore, que só não foi usado em áreas sociais. De acordo com a arquiteta Mônica Fittipaldi, em entrevista ao site Polita, hoje o mármore natural é muito utilizado em construções sustentáveis. “As pedras naturais proporcionam vários benefícios, como durabilidade, resistência e beleza”, afirma ela. As pedras naturais também têm a vantagem de ser resistentes ao calor, à água, à umidade, aos riscos e às manchas.

A fornecedora desta matéria-prima é a italiana Margraf, experiente em projetos de recuperação da paisagem e emprego de energia sustentável em seus processos.

 

Fonte: Exame