Notícias do Front

Plínio Cabral deixa seu legado na área de Direito Autoral
14/09/2011

 

 

Plínio Cabral morre aos 85 anos

Escritor consagrado, era conselheiro da UBE, e como advogado autoralista chefiava o Departamento Jurídico da CBL

Imagem ilustrativa13.09.2011

O jurista Plínio Cabral morreu na tarde deste dia 13 de setembro, aos 85 anos.

Foi um grande defensor dos livros e do direito autoral.
O site da CBL (Câmara Brasileira do Livro, onde atuava há muitos anos) traz a seguinte informação sobre ele:

"Jornalista, político, escritor e advogado, Plínio Cabral destacou-se como autoralista respeitado internacionalmente, tendo sido representante do Brasil no Comitê Latino-Americano da IFRRO, organização internacional de gestão de direitos reprográficos e órgão de assessoramento da ONU. Autor de inúmeras obras, foi vencedor do prêmio de Passo Fundo com a obra “O Riso da Agonia” em 2003. Entre as obras escritas por Dr. Plínio estão: " A Nova Lei de Direitos Autorais, “Direito Autoral: Dúvidas e Controvérsias”, "A Falência do Estado Moderno”, "Direita Esquerda Volver" e "Princípios de Direito". Nos últimos anos, esteve à frente do Departamento Jurídico da Câmara Brasileira do Livro. 
O corpo está sendo velado no Cemitério da Paz, - Sala 01, Rua Doutor Luís Migliano, 644 - Morumbi - São Paulo. O enterro será realizado amanhã (14/09), às 14 horas no mesmo local." 

- - -

Homenagem ao Amigo Plínio Cabral

Ao farfalhar das folhas,
o vento chegou,
varrendo-as ao campo ...
levou consigo a semente,
que em boa terra caiu,
germinou bons frutos,
deixou lembranças,
sua fala mansa,
sua pena, livros,
seus textos inspirados,
permanecem para sempre...
na galeria do saber.


Paulo Oliver

 

Plínio Cabral foi uma das pessoas mais corretas que já conheci.

Deu-me a honra de, a meu convite, ser conselheiro da UBE. 
Perdemos um precioso companheiro, um profissional da mais alta competência e um homem de bem.
 
Condoído,
 
Joaquim Maria


 

 

 

 

Fonte: UBE