Notícias do Front

Direito da Concorrência: Ambush marketing na Copa
15/06/2010

Fifa estuda processar cervejaria por 'markerting irregular' na Copa

A Fifa disse nesta terça-feira que estuda processar a cervejaria holandesa Bavaria, a quem acusa de usar torcedoras em uma ação de marketing irregular durante a partida entre Holanda e Dinamarca pela Copa do Mundo, no dia anterior.

"Parece ter ocorrido uma clara ação de ambush marketing (“marketing de emboscada”, em tradução literal do inglês) de uma cervejaria holandesa", disse o porta-voz da Fifa Nicholas Maingot.

Nesse tipo de ação, uma empresa busca se promover em um determinado evento e passa a impressão de que é o patrocinador dele, quando na verdade não é.

"No momento estamos estudando todas as alternativas legais contra essa cervejaria", completou Maingot.

A cerveja oficial da Copa do Mundo da África do Sul é a Budweiser, cujo fabricante, a empresa americana Anheuser-Busch, pagou milhões de dólares pelo privilégio. Essa é a única cerveja vendida nos estádios e a única cuja propaganda é permitida nesses locais.

 

A imagem das torcedoras foi transmitida para todo o mundo

Roupa laranja

Na segunda-feira, funcionários da organização dentro do estádio expulsaram 36 torcedoras da Holanda na metade do segundo tempo da partida em Johanesburgo.

Todas usavam a mesma roupa cor de laranja, vendida como parte de um kit de presente da cervejaria.

Maingot disse que as mulheres foram levadas a uma delegacia, onde a polícia lhes perguntou se trabalham para a cervejaria. Todas teriam sido liberadas.

Um porta-voz da Bavaria classificou a alegação da Fifa de "ridícula".

"A Fifa não tem o monopólio da cor laranja, e as pessoas têm a liberdade de vestir o que elas quiserem", disse ele.
 

 

Fonte: BBC Brasil